/, ECO Educacional, Educação/Palavra do Presidente

Palavra do Presidente

Palavra do Presidente Cobenge

Durante os dias 26 a 29 de setembro foi realizado, na cidade de Joinville/SC, o 45° COBENGE, considerado o maior fórum da América Latina onde se discute temas relacionados à Educação em Engenharia.

Um contexto singular envolve este momento em que mudanças expressivas no cenário nacional e global desafiam as escolas de engenharia, seus gestores, docentes e discentes a apresentarem inovação, diante do que vinham normalmente fazendo nas últimas décadas.

O advento da Quarta Revolução Industrial, as mudanças no perfil cognitivo dos estudantes que chegam às escolas, o uso intensivo das tecnologias digitais de comunicação e informação para a gestão do conhecimento e as demandas geradas nas empresas, que buscam por competências e habilidades não triviais na formação dos novos engenheiros, tem provocado um forte campo indutor que coloca em cheque modelos tradicionais de gestão e docência praticados no âmbito da educação científica e tecnológica.

Neste cenário, soluções educacionais lineares, monolíticas e carentes de forte base científica já não conseguem mais responder aos desafios que se apresentam, colocando em cheque a escola. Diante deste contexto é preciso alinhar forças, ousar, conhecer e bem fundamentar diretrizes que venham a oferecer subsídios à tomada de decisões por gestores, além de promover a concepção de novos traçados de conhecimento elaborados pelos professores no exercício da docência, seja no convívio presencial, remoto ou híbrido com seus alunos.

Uma das iniciativas centrais do COBENGE/2017 foi precisamente a de estudar e propor diretrizes para o ensino das engenharias, uma vez que um novo documento está em vias de ser produzido pelo Ministério da Educação (MEC) tendo à frente a Secretaria de Educação Superior (SESU). Outras ações estiveram relacionadas a mesas redondas tendo por foco a Inovação na Educação em Engenharia, seguidas de apresentação de trabalhos por meio de painéis e sessões orais. Sessões Dirigidas (SD) e Grupos de Trabalho (GT) também compuseram o leque de frentes que propiciaram ricas interações entre os participantes, gerando documentos que servirão de base para a continuidade dessas iniciativas.

Os desafios são enormes, mas a mobilização demonstrada pelos participantes e organizadores do COBENGE, com o gentil e competente acolhimento da UNISOCIESC, prenunciaram que uma transição de paradigma na educação em engenharia está sendo levada a efeito e pode-se antever que algumas instituições de ensino superior que se dedicam à educação em engenharia serão protagonistas nessas transformações.

Governo, escolas e iniciativa privada, a chamada Tríplice Hélice, compõem os vetores que podem tirar do campo das intenções e levar para o âmbito dos fatos as mudanças que se fazem necessárias para que as próximas gerações de engenheiros (as) brasileiros (as) estejam bem preparadas para competir mundialmente em seus postos de trabalho, na esperança de que contribuam para o desenho de uma nova sociedade, fundamentada em valores éticos, equidade e inovação.

Cassiano Zeferino de Carvalho Neto, Dr.
ECO Educacional – Presidente do Conselho de Administração
  • No COBENGE /2017, a ECO Educacional apresentou, com exclusividade, programas de educação continuada, tecnologias e produtos baseados na Educação 4.0. Para conhecer mais, acesse
Por | 2017-10-04T09:35:50+00:00 outubro 4th, 2017|Congressos, ECO Educacional, Educação|0 Comentários

Sobre o Autor:

A ECO Educacional foi criada em 2006 com o objetivo de desenvolver e fornecer equipamentos didáticos e periféricos, implantar infraestrutura em laboratórios e realizar cursos laboratoriais.

Atuamos em instituições privadas ou públicas de ensino técnico ou superior que ministrem disciplinas experimentais, laboratórios e centros de pesquisa.

Deixe um Comentário