/, Dica, Sem categoria, Tecnologia/6 dicas básicas de segurança elétrica para laboratórios de pesquisa

6 dicas básicas de segurança elétrica para laboratórios de pesquisa

Muitas vezes problemas de instalação e utilização causam acidentes de trabalho

Quem já esteve num laboratório de pesquisa sabe que muitas vezes as instalações são um tanto precárias. Vivemos no Brasil uma falta de recursos para os laboratórios que muitas vezes são traduzidos em problemas de instalação, utilização e acidentes de trabalho. Então vale a pena seguir essas 6 dicas básicas de segurança elétrica para aumentar sua segurança pessoal e patrimonial de um laboratório.

Dica 1 – Aterramento

O aterramento é fundamental para a segurança das pessoas envolvidas nos experimentos. Ele garante que o potencial dos equipamentos aterrados esteja próximo ao potencial do ambiente, ou seja, caso a pessoa toque na parte aterrada do equipamento, não haja choque. Outro aspecto é que caso haja fuga de corrente, a mesma vai direto para o fio terra e não deixe a carcaça energizada.

Dica 2 – Disjuntor Residual

O Disjuntor Residual é um equipamento similar a um disjuntor normal, porém ao invés de passar somente o fio fase da rede elétrica, passam os fios fase e neutro. O DR verifica se toda a corrente que passa no fio fase retorna pelo neutro. Se isso não acontecer é porque tem fuga de corrente e o dispositivo desarma. No caso de um choque, por exemplo, a corrente elétrica vem do fio fase e retorna pelo fio terra, dando chance ao DR atuar.

Dica 3 – Padronização das Bancadas

A padronização sempre traz ganhos de produtividade. No caso da instalação elétrica da bancada, uma boa prática é ter um disjuntor e um DR para cada bancada. Com isso, o disjuntor é de menor corrente do que se fosse para o laboratório todo e, no caso de um incidente, tanto o disjuntor quanto o DR atuam com correntes menores, reduzindo ou evitando problemas em caso de choques ou curtos-circuitos.

Dica 4 – Número de interruptores

Deve-se ter um bom número de interruptores com tomadas para evitar as ligações com os Benjamins ou filtro de linha e sobrecarregar a mesma linha.

Dica 5 – Planejar Experimentos

Caso o experimento envolva algum equipamento elétrico, é prudente fazer um esquema de todo o experimento e validar com alguém com conhecimento e experiência em Engenharia Elétrica. Essa pessoa, por exemplo, pode indicar o melhor lugar para fazer as medições, e informar da necessidade de utilizar um transformador isolador.

Dicas 6 – Conhecer a NR-10

O Brasil tem uma norma que regula “Segurança em instalações e serviços em Eletricidade”, que é a NR-10. Esta norma tem um item específico sobre utilização da Alta Tensão (item 10.7 – TRABALHOS ENVOLVENDO ALTA TENSÃO (AT)).

Além do próprio conhecimento em si da norma, o conhecimento da existência da mesma pode dar as justificativas necessárias para a aprovação de projetos que tenham por objetivo a melhoria das condições de trabalho nos laboratórios de pesquisa.

Por | 2017-06-30T16:24:48+00:00 julho 20th, 2017|Ciência, Dica, Sem categoria, Tecnologia|0 Comentários

Sobre o Autor:

A ECO Educacional foi criada em 2006 com o objetivo de desenvolver e fornecer equipamentos didáticos e periféricos, implantar infraestrutura em laboratórios e realizar cursos laboratoriais.Atuamos em instituições privadas ou públicas de ensino técnico ou superior que ministrem disciplinas experimentais, laboratórios e centros de pesquisa.

Deixe um Comentário