/, Sem categoria/O potencial da educação infantil

O potencial da educação infantil

A educação infantil é a fase de iniciação da criança em todos os sentidos. Dos 0 aos 5 anos, os pequenos ainda estão entendendo como é a escola, a sala de aula e, ao mesmo tempo, desenvolvendo sua coordenação motora, linguagem e a maneira como se comunicam e socializam. A ênfase da educação infantil é estimular as diferentes áreas de desenvolvimento da criança, aguçar sua curiosidade, sendo que, para isso, é imprescindível que a criança esteja feliz no espaço escolar.

 

Nessa fase, a criança passa a ter o primeiro contato com a leitura, escrita, artes e os conteúdos trabalhados nas escolas. Por isso, sua percepção de mundo é algo completamente genuíno e elas são estimuladas a trabalharem com atividades de descoberta. O objetivo é o de desenvolver algumas capacidades, como: ampliar relações sociais na interação com outras crianças e adultos, conhecer seu próprio corpo, brincar e se expressar das mais variadas formas, utilizar diferentes linguagens para se comunicar, entre outros.

Coordenação motora

Na educação infantil, a criança desenvolve suas habilidades de coordenação motora fina e grossa e é quando eles começam a entender mais o espaço que ocupam e descobrem as partes do seu próprio corpo. Com essas primeiras impressões, as crianças aprendem a ter mais controle de seus movimentos, da velocidade e do deslocamento para os lados.

Para desenvolver seus movimentos de pinça, a criança é estimulada a trabalhar com objetos menores, maleáveis, como massinha de modelar, giz de cera, brinquedos de montar e outros itens afins. Canetas e lápis também aparecem nesse período para estimular as mãos e os dedos.

Início da alfabetização

As crianças da educação infantil passam a ter um primeiro contato com as letras e palavras, iniciando seu processo de letramento. Embora os alunos sejam alfabetizados a partir do ensino fundamental, eles já podem aprender mais sobre as letras, sua pronúncia e seus formatos, antes disso.

Para criar um ambiente favorável ao letramento, as escolas e especialistas recomendam que os pais insiram a leitura desde cedo, seja ouvindo histórias contadas pelos familiares, entrando em contato com livros de diferentes tipos e tamanhos, uma vez que o universo da leitura pode ser explorado por meio de cores, texturas, tamanhos e muitos atrativos diferentes.

Os pais devem contribuir para essas descobertas, dando liberdade para as crianças manifestarem suas reações e ações da forma mais espontânea possível. Deixar que elas se expressem, brincando, cantando, dançando, imitando, enfim, é muito importante para sua formação inicial.

Um mundo lúdico

Embora algumas disciplinas sejam apresentadas às crianças ainda na educação infantil, esse conteúdo é transmitido de forma lúdica e sempre de acordo com o que o aluno consegue absorver naquela fase. Por isso, brincadeiras, conversas e atividades abstratas são ideias para a criança começar a se dar conta do mundo que a cerca.

Nada de estipular regras. Dê liberdade para os pequenos aprenderem no seu tempo. Não faça uma determinada atividades por eles, seja paciente e deixo-os descobrir os processos sozinhos, sem cobrança e com paciência, para evitar frustrações.

O papel da família

Os pais e toda a família devem estar completamente integrados ao ambiente escolar. O recomendado é acompanhar as crianças em sua fase de adaptação na escola, para que ela se sinta segura, até o momento em que já conseguem permanecer na escola sozinhas. Também é indicado que os pais conheçam os projetos pedagógicos das escolas e acompanhem sua rotina, ajudando nas primeiras atividades e descobertas infantis.

A educação infantil é o momento em a criança deve evoluir naturalmente e começar a adquirir seus primeiros conhecimentos, respeitando seu tempo e valorizando o período da infância.

Fonte

Por | 2016-10-12T09:00:47+00:00 outubro 12th, 2016|Educação, Sem categoria|0 Comentários

Sobre o Autor:

A ECO Educacional foi criada em 2006 com o objetivo de desenvolver e fornecer equipamentos didáticos e periféricos, implantar infraestrutura em laboratórios e realizar cursos laboratoriais.

Atuamos em instituições privadas ou públicas de ensino técnico ou superior que ministrem disciplinas experimentais, laboratórios e centros de pesquisa.

Deixe um Comentário