/, Sem categoria, Tecnologia/Pessoas estão vendo cores pela primeira vez graças a estes óculos

Pessoas estão vendo cores pela primeira vez graças a estes óculos

Estima-se que, para cada 12 homens no mundo, um tenha algum tipo de daltonismo. A condição também afeta o sexo feminino, mas de modo bem menos expressivo: um caso para cada 233 mulheres. Basicamente, o que essas pessoas têm é uma anomalia, frequentemente de ordem genética (casos oriundos de lesões nos olhos ou no cérebro são incomuns), que interfere na percepção das cores.

A maioria dos daltônicos têm dificuldades para distinguir o vermelho e o verde, assim como variações dessas cores. Mas há um grupo menor que não enxerga corretamente o azul, além das subsequentes variações.

Os óculos da EnChroma

Não há cura para o daltonismo, e é por isso que os óculos que a EnChroma desenvolveu estão sendo tão exaltados.

Sabe aquelas invenções que surgem acidentalmente? É o caso aqui. Com doutorado em ciência do vidro pela Universidade Alfred, nos Estados Unidos, Don McPherson decidiu criar um tipo de óculos para proteger os olhos dos médicos em cirurgias com laser.

Os médicos que experimentavam os óculos adoravam a invenção, tanto que alguns até começaram a usá-los fora dos centros cirúrgicos. Ao notar isso, McPherson passou a usar os óculos ocasionalmente ao ar livre. Era uma experiência interessante: “usá-los fez com que todas as cores parecessem incrivelmente saturadas”, disse.

Uma dessas vezes foi em 2005, durante um jogo de frisbee. Um amigo de McPherson, Michael Angell, viu os óculos durante a partida e pediu para testá-los. Aí veio a surpresa: Angell olhou para um conjunto de cones (desta vez, aqueles que são usados no trânsito) e percebeu que estava conseguindo enxergá-los normalmente. Angell é daltônico.

Como a mágica acontece

Depois da descoberta, McPherson passou um tempo estudando o daltonismo e, posteriormente, se juntou a Tony Dykes e Andrew Schmeder para fundar a EnChroma Labs, empresa que se dedica ao desenvolvimento de óculos para daltônicos. As primeiras unidades comerciais foram lançadas em 2012.

Hoje, a empresa oferece vários modelos, incluindo versões para crianças. Todas as opções lembram óculos de sol comuns. Só mesmo usando é que dá para perceber que aquelas lentes de convencionais não têm nada.

As lentes da EnChroma são capazes de modificar a proporção de luz que passa por ali. Elas são revestidas com um material capaz de filtrar as ondas de luz que podem ser enxergadas erroneamente.

Legal, né? Não é de causar espanto a emoção de quem enxerga cores corretamente pela primeira vez. Embora seja considerado um distúrbio leve do ponto de vista funcional, o daltonismo pode atrapalhar o exercício de determinadas profissões, deixar a pessoa confusa diante de um semáforo, dificultar a preparação de certos tipos de alimentos e por aí vai.

Os óculos não funcionam em todos os casos, mas a EnChroma estima que 80% dos daltônicos podem se beneficiar da invenção!

Fonte

 

Por | 2016-08-26T11:00:30+00:00 agosto 26th, 2016|Invenção, Sem categoria, Tecnologia|0 Comentários

Sobre o Autor:

A ECO Educacional foi criada em 2006 com o objetivo de desenvolver e fornecer equipamentos didáticos e periféricos, implantar infraestrutura em laboratórios e realizar cursos laboratoriais.

Atuamos em instituições privadas ou públicas de ensino técnico ou superior que ministrem disciplinas experimentais, laboratórios e centros de pesquisa.

Deixe um Comentário