/, Sem categoria/Como surgiu o sorvete?

Como surgiu o sorvete?

O sorvete foi inventado na China há mais de 3 mil anos. Era uma pasta de leite de arroz misturado à neve, mais parecendo as nossas raspadinhas. Há rumores que na Roma antiga, ele já servia ao paladar dos mais ricos. O imperador Nero mandava seus escravos às montanhas em busca de neve. Eles voltavam correndo para dar tempo de usá-la para congelar o mel misturado a polpa de frutas.

Mas o grande boom do sorvete na Europa veio junto com o do macarrão, quando, no século 13, o viajante Marco Polo trouxe diversas novidades do Oriente e, em viagem à China se encantou com o gelado e o levou para a Itália. De lá, foram para a França e depois, para o mundo.

No século XVI, o cozinheiro Bernardo Buontalenti recriou o sorvete, deixando-o mais macio e mais parecido ao que comemos hoje. A primeira sorveteria surgiu em 1670, criada por Francisco Procópio em Paris, na França. Seis anos depois, já eram mais de 250 fabricantes de sorvete.

Depois disso os sorvetes se espalharam por toda a Europa e logo chegaram também aos Estados Unidos. Atualmente o EUA é o país que mais fabrica e consome sorvetes no mundo. O sorvete tornou-se a sobremesa norte-americana por excelência, para celebrar o alimento foi criado o Dia Nacional do Sorvete: 14 de julho.

Já no Brasil, segundo historiadores, o sorvete surgiu quando um navio norte-americano, aportou no Rio de Janeiro em 1834, com 271 toneladas de gelo. Na época alguns comerciantes compraram o carregamento e passaram a vender sorvetes de frutas aos brasileiros. Como não tinha meios para fazer a conservação do alimento, os comerciantes anunciavam a hora certa de tomar o sorvete!

E aí, deu vontade de saborear um sorvete geladinho?!

Por | 2016-01-06T15:28:19+00:00 Janeiro 6th, 2016|Invenção, Sem categoria|0 Comentários

Sobre o Autor:

A ECO Educacional foi criada em 2006 com o objetivo de desenvolver e fornecer equipamentos didáticos e periféricos, implantar infraestrutura em laboratórios e realizar cursos laboratoriais.

Atuamos em instituições privadas ou públicas de ensino técnico ou superior que ministrem disciplinas experimentais, laboratórios e centros de pesquisa.

Deixe um Comentário